Participação da REDARTE/RJ no 27º CBBD

Nos dias 17 a 20 de outubro de 2017 aconteceu o 27º Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação e Ciência da Informação em Fortaleza, CE. O evento organizado pela FEBAB teve como tema os Objetos para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas: como as bibliotecas podem contribuir com a implementação da Agenda 2030.

Na abertura do congresso tivemos a presença da Glória Pérez Salmerón, Presidente da IFLA, e de Adriana Ferrari, Presidente da FEBAB, abordando sobre Agenda 2030, a visão da IFLA e os alinhamentos no Brasil. Além da realização de vários eventos, como mini cursos, trabalhos orais, mentorias, mesas redonda, reuniões técnicas, Conversando sobre, além da feira com vários stands da área. Destacamos o stand da FEBAB com o relançamento da Campanha “Eu amo Biblioteca, eu quero”, que teve a colaboração da REDARTE/RJ.

Pela primeira vez no CBBD foi realizada o 1º Fórum de Bibliotecas de Arte, sob a coordenação da REDARTE/RJ. Neste fórum tivemos a participação internacional da bibliotecária Rosa Monsafani da Universidade de Buenos Aires, Argentina, que apresentou a palestra “Las Bibliotecas de Arte em La Agenda 2030: Papel, accióny memória cultural”. Em seguida foram apresentados trabalhos da bibliotecária Clarice Maria Pereira de Souza do Instituto Dragão do Mar, Fortaleza com a palestra sobre “Arte e Sustentabilidade: conexões com a Agenda 2030” e da bibliotecária Francisca Eugenia Gomes Duarte da Universidade Federal do Ceará – UFCA com o trabalho “Representação da memória oral em documentário memoralístico: relato de experiência de um estudo aplicado no Sítio Minguiriba, Crato (CE). Outra novidade foi o Conversando sobre Bibliotecas de Arte: desafios, perspectivas e estratégias para o futuro com o tema: Existem novas propostas para as Bibliotecas de Arte? A discussão quanto as transformações ocorridas na sociedade impõem uma reflexão sobre o papel das bibliotecas de arte no mundo contemporâneo. A partir de uma autocrítica dos agentes tradicionalmente responsáveis por estes espaços e do diálogo constante com o seu público/usuário real ou potencial pode-se pensar novos paradigmas, propostas e ações que visem diversificar, dinamizar e qualificar o uso desses espaços e dos serviços por eles oferecidos. As debatedoras foram Rosa Monsafani (Universidade de Buenos Aires), Cristiane Rockiki Camizão (Senac) com mediação de Cecilía Bedê (Fundação Edson Queiroz).

Os debates foram excelentes e contagiaram a nossa classe com novas ideias levando novo fôlego para a área de informação em Arte.

Foram dias de muito aprendizado para os redartianos: Alpina Rosa (CCJF) Presidente da REDARTE/RJ; Denise Batista (Museu Castro Maya/IBRAM); Carlos Alberto Della Paschoa (Instituto Cervantes); Mary Komatsu Shinkado (Museu Nacional de Belas Artes/IBRAM); Isaura Soares (Centro Nacional do Folclore e Cultura Popular/IPHAN); Andrea Barboza (Biblioteca Nacional) e Elisete Melo (Casa de Rui Barbosa) que realizaram visitas técnicas ao Centro Cultural Dragão do Mar e Biblioteca Raquel de Queiroz e Acervos Especiais da UNIFOR.

Foi uma experiência única desfrutar, compartilhar e trocar experiências com bibliotecários de diversos estados e se inspirar para os próximos CBBD.

Publicado em 27/10/2017
Fotos: Mary K. Shinkado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in Artigos, Crônicas, Eventos na área and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *